Gestão do Varejo

Passo a passo: veja como emitir nota fiscal eletrônica

Tempo de leitura: 3 min

Se você é microempreendedor, é normal que tenha muitas dúvidas sobre os impostos que paga, sobre o controle que é necessário ter, entre outras coisas. Com essas novas regras da modernidade, você deve estar perdido sobre como emitir nota fiscal eletrônica também, não é mesmo?

Se desconhece toda essa burocracia que envolve as notas, este artigo é para você! Explicaremos em detalhes como não se enrolar com os registros fiscais. Confira!

O que é nota fiscal eletrônica?

Basicamente, as notas fiscais eletrônicas são documentos que registram trocas de mercadorias e serviços. É a versão digital da nota fiscal tradicional.

Você deve estar se perguntando quais as vantagens desse novo tipo de nota. Pois bem, esse novo modelo ajuda o vendedor a economizar tempo, papel, já que permanece armazenado no computador, e facilita o controle dos documentos fiscais.

Além disso, beneficia o comprador, com a diminuição de erros de escrita, e o meio ambiente, com a redução do consumo de papel. Ou seja, é útil para todo mundo!

Como emitir nota fiscal eletrônica corretamente?

Saiba qual é o tipo de nota

É importante saber o tipo de nota para o seu negócio. Por exemplo, existem atualmente três tipos de notas: de produtos, de serviços e de consumidores.

Se o seu foco é vender produtos físicos, provavelmente a primeira será a ideal. Se você prestar serviços, fique de olho na segunda citada.

Verifique o credenciamento da empresa

Para que as empresas possam emitir notas eletrônicas, é necessário cadastro na secretaria estadual da fazenda no local onde a empresa está instalada.

O cadastro não é um processo complicado, mas cada estado/município tem suas próprias regras. Por isso, informe-se sobre as regras onde você está. Geralmente, uma pesquisa no Google já fornece as informações necessárias.

Atente para o regime de tributação

O regime de tributação é o conjunto de leis que definem o que deve ser pago de imposto. Pode ser lucro real, lucro presumido ou simples nacional. Mas, calma, não se assuste com os termos!

O simples nacional é o mais adequado para empresas de pequeno porte, com impostos mais baixos, que variam de acordo com o faturamento. É importante que você fique por dentro das regras para que esteja tudo regularizado nesse sentido.

Automatize as emissões

Outra das vantagens de emitir nota fiscal eletrônica é o fato de que o processo pode ser automatizado. Com um software, é possível reduzir bastante os erros na hora de emitir as notas e facilitar a emissão de muitas notas, por exemplo, além de permitir uma integração digital mais eficiente com os sistemas do governo.

Declare os ganhos corretamente

Uma dica superimportante: não esqueça de declarar os seus gastos e estar em dia com a Receita Federal. Afinal, sonegação é crime, e você não quer problemas com a Justiça, certo?

Utilize um software para emissão de forma prática

É muito melhor quando você conta com uma boa ferramenta que o auxilie, não é mesmo? Por isso, procure um software que facilite o processo e permita uma gestão mais arrumadinha, com gráficos e relatórios detalhados.

Para que dor de cabeça quando você pode contar com boas tecnologias que deem uma mão? Todo o processo de emissão fica mais fácil, com menos riscos e mais agilidade para o dia a dia. Um passo importante para você se tornar um grande empreendedor de sucesso.

E aí, gostou do post? Agora, que você sabe como emitir nota fiscal eletrônica, deixe o seu comentário contando um pouco da sua experiência. Vamos gostar muito de conhecer a sua história!

Powered by Rock Convert